Em compras acima de R$400,00 o frete é grátis! *Promoção valida para os estados do Sul e Sudeste, Exceto para impressoras 3D

Tag: stl

Descubra a IU3D, plataforma brasileira de stl’s!

Recentemente postamos aqui no Blog um material sobre o Thangs. Agora, vamos apresentar uma alternativa 100% brasileira para baixar arquivo stl gratuitamente: a IU3D, ou Inutilidades Úteis 3D!


Sites como o Thingiverse, My Mini Factory ou o próprio Thangs são bem conhecidos pelos usuários de impressão 3D em todo o mundo. Eles são referências para quem precisa baixar arquivos para impressão 3D.

A lista de sites é bem grandes, mas faltava uma opção totalmente brazuca! FALTAVA, porque agora temos a IU3D! Neste conteúdo vamos mostrar as características dessa plataforma. Acompanhe!

O que é a IU3D?

iu3D

IU3D é abreviação de Inutilidades Úteis 3D. A plataforma foi criada com o intuito de ser um site brasileiro de compartilhamento de stl’s.

Segundo o próprio site, “o intuito principal do iu3d é simplesmente fomentar a comunidade de impressão 3D de brasileiros para brasileiros”.

Quais são os diferenciais da Inutilidades Úteis 3D

A dinâmica da iu3d é muito parecida com outros sites de STL. Para o usuário é totalmente gratuito, seja para postar os arquivos ou baixá-los.

Conheça 24 sites para baixar arquivos STL!

Ao clicar em um arquivo você terá a possibilidade de visualizá-lo em 3D, analisando cada detalhe. Você poderá baixar, colocá-lo como favorito, adicionar à sua coleção ou ainda inserir um comentário.

IU3D

Cada arquivo também tem um campo de descrição e informações sobre a impressão. Isso é muito interessante, principalmente para os novos usuários de impressão 3D. Nesse espaço o autor do projeto insere as informações que ele acha mais relevante para garantir uma impressão de boa qualidade, como percentual de preenchimento, suporte, resolução, entre outros dados.

Porém, a grande diferença na plataforma está na possibilidade de ganhar dinheiro ao fazer o upload de um arquivo.

Funciona da seguinte forma: a plataforma disponibiliza espaço publicitário para anunciantes. Esses anúncios são espalhados no site, inclusive dentro da página do arquivo que um usuário carregou. Então, a plataforma paga uma porcentagem do valor da visualização do anúncio na página do arquivo.

Ou seja, quanto mais pessoas acessarem a página do arquivo, mais o autor receberá pela exposição do anúncio. A ideia é bem parecida com o que já acontece na monetização do YouTube.

Vale ressaltar que a plataforma da IU3D ainda está em fase de implantação e a quantidade de arquivos disponíveis só tende a crescer, mas já é possível utilizar todas as funções básicas da ferramenta.

Para não ficar de fora dessa novidade, entre agora no site e navegue pelos arquivos. Sua crítica pode contribuir para melhorar essa opção brasileira de site para baixar arquivos gratuitos. Contribua!

5 ideias para imprimir no Dias dos Pais!

No dia 8 de agosto é comemorado o Dia dos Pais e separamos cinco arquivos stl que você pode imprimir e presentear o seu pai!


5 arquivos stl’s grátis para imprimir no Dias dos Pais

#1 – Letreiro “Pai te amo”

O primeiro arquivo é bem clássico e ideal para decorar uma mesa de escritório!

dia dos pais

Baixe aqui o arquivo

#2 – Letreiro “Rock and Roll”

Se o seu pai é mais despojado e curte “Rock and Roll” com certeza ele vai gostar dessa segunda opção de letreiro!

dia dos pais

Baixe aqui o arquivo

#3 – Quadro Darth Vader

Você e seu pai gostam de Star Wars?? Se sim, ele vai curtir ter esse quadro customizado! A dica aqui é usar a impressão 3D junto com uma moldura. Você pode usar a impressão 3D colorida, com duas cores, usando o relevo da peça para trocar o filamento.

dia dos pais

Baixe aqui o arquivo

#4 – Estatueta

Nossa quarta peça que você pode imprimir no Dia dos pais é uma estatueta bem legal e que representa a parceria entre pai e filho(a)!

dia dos pais

Baixe aqui o arquivo

#5 – Mini carro

Seu pai é um amante de carros? Nosso último item da lista é o mais desafiador em termos de dificuldade de impressão, mas com certeza vai agradar bastante!

dia dos pais

Baixe aqui o arquivo

E aí, gostou das nossas 5 dicas para você presentear no Dia dos Pais? Todos os arquivos foram buscados no site Thingiverse. Lá você encontra milhões de opções e é só escolher, baixar e colocar para imprimir.

Qual você vai escolher para dar de presente? Conta pra gente nos comentários!

Feliz Dia dos Pais!

Recursos Meshmixer

Quais são os recursos do Meshmixer para as impressões 3D?

O software 3D Meshmixer é uma verdadeira caixa de ferramentas de design digital! Isso porque apresenta diferentes recursos que vão desde a modelagem do zero à modificação de arquivos STL prontos. Então continue a leitura e veja mais formas de executar suas impressões 3D!


O Meshmixer é um software de modelagem 3D integrante da família de produtos Autodesk, desenvolvido com o objetivo de proporcionar muita funcionalidade mecânica aos projetos 3D.

Considerado um dos melhores softwares CAD, o Meshmixer modela, verifica e repara arquivos STL rapidamente. Tudo isso de forma totalmente gratuita!

Além do STL, ele importa arquivos nos formatos OBJ, AMF e alguns outros menos conhecidos como o PLY e o 3MF. Portanto, você poderá exportar seu modelo facilmente para outros softwares como o SolidWorks e o Inventor!

A versão mais recente do Meshmixer é a 3.5 e está disponível para Windows e macOS. Se caso ainda não tenha o software CAD, clique aqui e execute a instalação de acordo com o sistema do seu computador ou notebook.

Recursos disponíveis no Meshmixer

Meshmixer

Autodeclarado “canivete suíço” das malhas 3D, o Meshmixer é baseado em malhas triangulares dinâmicas e de alta resolução. Essas malhas triangulares consistem em três tipos de elementos: as vértices, as arestas e os triângulos propriamente ditos. Definindo, assim, a forma do objeto tridimensional.

Como dito anteriormente, o Meshmixer modela objetos do zero e repara arquivos já prontos. De maneira geral, ele visualiza, analisa, edita, corrige e processa arquivos 3D antes das impressões. Outro destaque é que ele detecta potenciais problemas e executa a reparação automaticamente.

O software gratuito de modelagem 3D disponibiliza:

  • Escoamento (orifícios de drenagem na impressão em resina);
  • Canais internos para passagem de fios;
  • Otimização automática da mesa de impressão por orientação de layout;
  • Ferramentas de seleção avançadas;
  • Redução, redimensionamento e deformações de forma livre;
  • Suavização de malha;
  • Preenchimento de furos, ponte e reparo automático;
  • Cortes planos, espelhamento e medições 3D;
  • Posicionamento 3D preciso com pivôs;
  • Alinhamento automático de superfícies;
  • Análise de estabilidade e espessura.

A ferramenta de design destinada ao público intermediário permite ainda que os usuários manipulem, adicionem, emendem e mesclem modelos 3D com facilidade. É por esse motivo que o software CAD é conhecido como o Photoshop da impressão 3D!

Outra prova disso é a grande variedade de pincéis como o de apertar, achatar e inflar. O que proporciona efeitos diferentes no modelo, já que o mesmo pode ser personalizado de acordo com o tamanho, a resistência e demais características.

Há ainda os recursos que geram partes ocas, redução de massa indesejada e peças de encaixe nos modelos 3D. Proporcionando uma economia significativa de material, algo almejado principalmente na manufatura aditiva.

Aqui vão outros recursos importantes:

Modelagem 3D e estampagem de superfície

Modelagem 3D Meshmixer

Mesmo sendo totalmente gratuito, o Meshmixer disponibiliza alguns recursos de otimização encontrados geralmente em outros modeladores 3D de nível industrial.

Aliás, o software não se restringe à modelagem paramétrica, já que uma de suas muitas ferramentas é a de escultura 3D. Esse recurso não é tão avançado como em outros softwares de modelagem 3D orgânica, mas seu conjunto de funcionalidades vão de análise à reparação ou remodelação. Dividido em duas classes de funcionalidades diferentes, o Meshmixer conta com Pincéis de Volume e Pincéis de Superfície para a execução de projetos distintos.

Estruturas de suporte de ramificação (suporte árvore)

Recursos Meshmixer

Diferente da maioria dos modeladores 3D que disponibilizam apenas suporte padrão, o Meshmixer disponibiliza apenas suportes do tipo árvore. Se tratando de uma estrutura extremamente adaptável, o suporte em árvore também entrega eficiência em termos de material na impressão 3D.

Mistura de malha arrastar e soltar

Recursos Meshmixer

Esse recurso permite aos usuários combinar vários arquivos STL entre si. Inclusive, é possível até mesmo adicionar ao design predefinições da “biblioteca”, como membros adicionais para criar os projetos mais diferentes!

O Meshmixer é uma opção mais avançada de software CAD gratuito, já que a Adobe também disponibiliza o Tinkercad – um programa mais intuitivo para os usuários iniciantes na modelagem 3D.

Podemos dizer que tanto o Tinkercad quanto o Meshmixer são perfeitamente funcionais para todos os tipos de usuário. Porém, o Meshmixer pode ser melhor explorado por quem possui maior conhecimento em impressão 3D, visto que há uma curva de aprendizado mais acentuada.

Como vimos, a variedade de recursos do Meshmixer permite criar, analisar, editar, reparar e otimizar qualquer modelo das mais variadas formas em um só lugar. Permitindo assim, muita economia de tempo e material das suas impressões 3D. Agora que você sabe o que o Meshmixer pode fazer, que tal conhecer os 8 pontos de verificação da sua impressora 3D?

Precisa converter G-code para STL novamente? Veja como fazer!

Já aconteceu de você imprimir a peça, ficar descontente com o resultado e na hora de alterar alguma configuração no STL, descobrir que perdeu o arquivo original? O que restou é apenas o G-code salvo no Pen Drive ou cartão de memória, certo? Talvez você ache que não tem salvação, mas vamos te mostrar que tem, sim!


O G-code – ou Código G – é a linguagem de programação padrão para a maioria das impressoras 3D. Em outras palavras, é um tipo de arquivo que comanda os movimentos da máquina afim de produzir a peça a ser impressa. Esse código é gerado automaticamente sempre que um arquivo STL é fatiado e reproduz os parâmetros de impressão como:

  • velocidade de impressão;
  • temperatura do extrusor, filamento e mesa (tecnologia FDM);
  • tempo de exposição da resina (tecnologia SLA/DLP/LCD);
  • preenchimento;
  • dimensões da peça.

Essas configurações geralmente são definidas no Ultimaker Cura ou ChiTuBox – os softwares de fatiamento mais utilizados na impressão 3D.

A situação complica quando o arquivo STL original se perde, mas ainda assim se torna necessário reverter uma configuração do Código G. Para isso, existem duas formas de converter o G-code de volta para STL. Veja quais são neste conteúdo!

Converter G-code para STL Online

Converter G-code em STL MakePrintable

O MakePrintable se trata de um site que repara arquivos 3D, inclusive G-code para STL. Porém, a ferramenta é paga e para utilizar o serviço é necessário desembolsar a partir de $14,99 por mês (o que pode variar de acordo com o plano escolhido).

Ao registrar conta no MakePrintable, clique na aba “Laboratório”. Entre as opções aparecerá “Reversor de Código G”, e então clique em iniciar para enviar seu arquivo G-code. As opções seguintes serão “Reparo rápido” e “Executar fluxo de trabalho”.

A partir desse ponto é você quem escolhe qual melhor atenderá. A opção “Reparo rápido” é ideal em situações que demandam um resultado rápido. Já “Executar fluxo de trabalho” é o método para a conversão mais complicada e que exige maior personalização.

Além disso, ao aderir um plano no MakePrintable o usuário conta com garantia de serviço. Portanto, se o modelo 3D não for convertido conforme necessário, a plataforma online fornece assistência para garantir o reparo.

Converter G-code para STL Offline

Converter G-code em STL Voxelizer

Um outro método – gratuito e offline – é o software de fatiamento Voxelizer, que converte Código G em STL através de “voxels”.

Ao baixar o programa e criar conta, clique em “Arquivo” seguido de “Importar”. Depois selecione seu arquivo de código G e, ao completar o carregamento, selecione “Voxelize” – ícone situado na parte superior esquerda da tela.

A seguir, defina a dimensão do voxel para voxelização, assim como a altura da camada versus tamanho do seu voxel. Quanto menor ele for, melhores serão os resultados. Ao concluir o procedimento, selecione “Arquivo” para exportar o STL e salve o arquivo.

Esses são os dois métodos disponíveis atualmente para converter seu G-code em STL novamente. Já sabia algum deles ou conhece outro método de recuperação do STL? Conta pra gente! Aproveite também para conferir o nosso conteúdo sobre reparação de modelos 3D corrompidos, assim você ficará um passo a frente dos problemas!

[NOVO] Arquivos para imprimir: 7 ideias atualizadas (com stl)

Encontrar arquivos para imprimir que resultem em boas peças é um desafio na comunidade 3D. Confira a nossa NOVA lista com 7 ideias para você imprimir agora!


Com tantas opções de arquivos para imprimir, fica difícil saber quais não farão você perder horas de impressão e não ter uma peça realmente legal.

Sempre me perco na variedade de arquivos que encontro em sites como o Thingiverse ou o Myminifactory (criamos uma lista completa de sites onde baixar arquivos STL). Por isso hoje quis atualizar a lista de arquivos para imprimir (que te deixarão bastante feliz com o resultado final).

Obs: O quinto item nós imprimimos e vamos mostrar como ficou!

1. Lâmpada de Ondas

arquivos para imprimir

 

As luminárias impressas em 3D sempre fazem bastante sucesso entre a comunidade. Essa é uma luminária com um design que chama a atenção!

Baixe o modelo aqui.

2. Porta garrafas

arquivos para imprimir

 

Esta aqui uma peça bem legal que você pode dar para aquela pessoa que gosta de tomar uma cerveja no final de semana! Baixe aqui o porta garrafas impresso em 3D.

3. Vasinhos

arquivos para imprimir

 

Os modelos de vasinhos são muitos e você pode ter um de cada na sua casa. Achamos esse especialmente charmoso e e cabe em qualquer lugar.

Baixe aqui seu vasinho.

4. Brincos

arquivos para imprimir

 

Isso mesmo… brincos! Pra usar ou pra dar de presente os brincos impressos em 3D são uma peça bem legal para ser impressa. É bem rapidinha e o resultado é surpreendente!

Dica: No Myminifactory tem vários modelos de acessórios como brincos, anéis e colares para imprimir. Vale dar uma conferida.

Baixar modelo dos brincos aqui. 

arquivos para imprimir

 

5. Quadro de Letras

arquivos para imprimir

 

Esse é o nosso queridinho da lista, tanto é que imprimimos um modelo para testarmos o arquivo e podermos passar pra vocês o passo a passo dessa impressão:

  • o primeiro passo, é claro, é baixar o arquivo STL. Feito isso, escolha em qual tamanho deseja imprimir;
  • imprimimos nosso quadro com 24cm x 17cm e para isso tivemos que reduzir o arquivo original em 14,30%. Ou seja, nosso arquivo final ficou com a dimensão de 85,70% comparado ao original;
  • primeiro imprimimos a borda e o quadro em que as letras se encaixam;
  • com as peças impressas, começamos então a testar o tamanho das letras. Obs: imprimimos na mesma proporção (85,70%) e o encaixe não funcionou;
  • chegamos então na redução perfeita para o encaixe das letras: 2%. Ou seja, imprimimos as letras com 98% da dimensão original e o encaixe delas em nosso quadro ficou perfeito! ?

O arquivo STL está aqui! Achamos essa uma ótima ideia para dar de presente ou mesmo para decorar sua casa.

É um item de decoração que pode ser usado de diferentes formas e que dá um charme especial pro ambiente.

Use sua criatividade nas frases, poste nas redes sociais e marque nossa página!

6. Caixas criativas

arquivos para imprimir

 

Essas mini caixas personalizáveis podem ser uma ótima opção. Além de uma peça bonita, são extremamente úteis.

Dica: se for dar a caixa de presentes pode colocar alguma outra coisa dentro, como: chocolate ou um acessório. ?

O arquivo das caixas está aqui.

7. Caveira para decoração

arquivos para imprimir

 

Uma peça de decoração simples, mas que faz muito sucesso. As caveiras impressas podem servir para colocar plantas ou mesmo como porta-treco.

Você também pode imprimir uma de cada cor e fazer uma composição bem legal com a decoração da sua casa.

Baixe aqui o modelo.

Leia também: 15 ideias para imprimir que vão facilitar sua vida.

Leia também: 8 ideias para imprimir no final de semana.

 

Tenho certeza que alguma você vai querer imprimir dessas ideias. Posta nas suas redes sociais e marca a gente para sabermos como ficou o resultado final… a gente adora saber desses detalhes!

Abraço!

Afinal o que é um arquivo STL?

Afinal o que é um arquivo STL?

Você sabe o que é um arquivo STL? Esse é o formato de arquivo mais usado na impressão 3D. Hoje quase todos os modelos 3D que serão impressos são salvos com essa extensão de arquivo.


Sem tempo para ler? Então ouça este conteúdo clicando no player a seguir:

Essa é uma dúvida bem comum para quem ainda está iniciando na impressão 3D ou para quem quer apenas imprimir um projeto, mas não tem maiores conhecimentos na tecnologia.

Hoje vamos fornecer todas as informações necessárias sobre arquivo STL. O que ele é exatamente e quais são as vantagens para você, além de como criá-lo e como usá-lo. Vamos explicar este formato de arquivo em profundidade.

Reserve alguns minutos para ler este conteúdo e não ter mais dúvidas quando ouvir a expressão “arquivo STL”!

O que é um arquivo STL?

O conjunto de letras STL foi inicialmente criado não como um acrônimo e sim através da utilização de algumas letras da palavra STereoLithography – palavra em inglês para o termo estereolitografia – no entanto, ao longo dos anos acabou sendo atribuído a esse termo diferentes significados, como por exemplo “Standard Triangle Language” (Linguagem Padrão do Triângulo) ou mesmo “Standard Tessellation Language” (Linguagem de Tesselação Padrão). No entanto o mais importante não é a origem do nome STL, e sim o que esse arquivo é.

Além da impressão 3D, o formato STL também é vastamente utilizado por softwares de análise estrutural de elementos finitos, os chamados softwares CAE. A razão disso é bem simples. Tanto para impressão 3D quanto em análise de elementos finitos, o que se faz é desmembrar um arquivo 3D em partes infinitamente menores, as fatias de impressão. Para isso, a construção de uma malha triangular que produz o modelo STL é perfeita.

A criação de um arquivo STL consiste em converter sua casca externa em uma infinidade de triângulos para tornar o arquivo possível de ser impresso. A escolha dos triângulos se dá pelo fato de ser a figura geométrica mais próxima de um vetor. O triângulo possui intensidade, direção e sentido, propriedades fundamentais para a impressão 3D.

Por que o arquivo STL é importante para a impressão 3D?

Como já expliquei no tópico anterior o arquivo STL é formado por uma malha de triângulos e essa figura geométrica é a ideal por apresentar características fundamentais de leitura da impressora 3D.

A grande vantagem do STL para a tecnologia é que ele é um formato de arquivo universal e todas as impressoras 3D podem lê-lo.

Por este motivo o arquivo STL é talvez o item mais importante de qualquer trabalho 3D. Ele contém o modelo que é usado para fazer um objeto físico, e como um formato de dados padrão, ele tem reinado supremo por quase trinta anos.

Como funciona um arquivo STL?

Vamos um pouco mais longe em nossa explicação. Acabamos de ver que o arquivo STL é na verdade uma tradução do objeto 3D em uma malha geométrica, mas o que isso significa na prática? O arquivo STL codificará a superfície do objeto em formas geométricas, especialmente triângulos, como no exemplo abaixo:

A função do arquivo será armazenar as informações dessas geometrias triangulares. Há duas maneiras diferentes para um arquivo armazenar informações: codificação ASCII e codificação binária, que salvam os componentes do vetor e as coordenadas dos vértices.

O formato de arquivo STL pode definir formas complexas (matematicamente falando, poliedros com qualquer face poligonal). Na prática, é usado principalmente para descrever o layout de triângulos em um espaço virtual. Mergulhando um pouco mais, cada face do triângulo é descrita por uma direção perpendicular e três pontos que representam as interseções desse polígono. Um arquivo STL fornece uma listagem completa das coordenadas x, y e z dessas interseções e perpendicularidades.

Para um modelo básico, suas superfícies podem ser representadas usando alguns triângulos. Para modelos de resolução mais alta, são necessários mais para replicar a superfície. Quanto mais triângulos formam um modelo, maior o tamanho do arquivo e mais detalhado o objeto.

Como criar um arquivo STL?

Criar um bom arquivo STL pode ajudá-lo em muitos níveis! De fato, como você já deve saber, a impressão 3D pode ser uma grande vantagem na criação de novos projetos ou mesmo na otimização dos que já existem.

Para isso o primeiro passo para você será criar um modelo 3D. Hoje, quase todos os softwares de CAD no mercado são capazes de gerar um arquivo deste tipo. Você apenas terá que exportar na extensão STL do programa CAD.

Simples né? Então que tal conhecer os 10 dos melhores softwares de modelagem 3D para projetos mecânicos, clicando aqui?

Você pode imprimir um arquivo STL diretamente na sua impressora 3D?

Não! Você precisa de um passo adicional.

Para a impressão 3D, o arquivo STL tem de ser aberto em um fatiador dedicado. O que é um fatiador? É um software de impressão que converte modelos 3D em instruções para a sua impressora criar um objeto, ou seja, converte em GCode.

O fatiador, como o próprio nome sugere, corta o seu arquivo STL em centenas (às vezes milhares) de camadas horizontais planas com base nas configurações que você escolher. Ele então calcula a quantidade de material que sua impressora precisará para imprimir e quanto tempo levará para fazê-lo.

Uma observação importante é que o cálculo de tempo de trabalho dependendo do fatiador utilizado pode não ser muito preciso, então fique atento!

Todas essas informações são agrupadas em um arquivo GCode, o idioma nativo de sua impressora 3D. As configurações estabelecidas em seu fatiador têm um impacto fundamental na qualidade de impressão, por isso é importante ter o software e as definições adequadas para obter a melhor impressão possível.

Todo arquivo STL é imprimível em 3D?

Infelizmente não. Isso porque somente um projeto que é pensado especificamente para impressão 3D pode ser feito em uma impressora FDM. O arquivo STL é apenas o recipiente para os dados, não uma garantia de que algo é imprimível.

O que é fundamental para a impressora 3D são todas as camadas do objeto. Nesta etapa, um software de fatiamento permite criar as camadas em 2D. Depois tudo é agrupado em um arquivo GCode, o idioma que a impressora consegue ler.

Os modelos adequados precisam ter uma espessura de parede mínima e uma geometria de superfície imprimível. Por isso antes de enviar seu arquivo para impressão, você precisa ter certeza de que ele não possui alguma característica que o impede se ser impresso, como por exemplo quando o arquivo está quebrado.

Quando isso acontece, a impressora 3D não consegue imprimir o projeto. Então ao fazer o download de um arquivo STL que você não criou, reserve um tempo de verificação. Isso vai lhe poupar muita frustração (e material desperdiçado).

Confira nosso artigo “como reparar modelos 3D” para resolver os problemas de seus arquivos STL.

O formato STL é o único disponível para impressão 3D?

Quando se trata de formatos de arquivo de impressão 3D, você tem a escolha. Há mais de 30 formatos de arquivo para impressão 3D. O segundo mais importante é o formato de arquivo OBJ, que pode armazenar perfis de cor e textura. Outra opção é o formato de arquivo Polygon (PLY), que foi originalmente usado para armazenar objetos digitalizados em 3D.

No entanto como já dissemos o arquivo STL tem seu lugar de destaque na tecnologia. Isso porque esses arquivos podem ser impressos em qualquer impressora 3D.

Seu arquivo STL está pronto? Faça um orçamento de impressão com a gente e tire seus projetos do papel.

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]
42 termos que você precisa conhecer no Glossário de Impressão 3D!

42 termos que você precisa conhecer no Glossário de Impressão 3D!

Para quem deseja se tornar um especialista em impressão 3D, conhecer os principais termos é fundamental. O glossário de impressão 3D é bastante amplo e dá para criar um dicionário bem completo!


Cada nicho de mercado tem termos e curiosidades bem específicos, e na impressão 3D não é diferente. Hotend, layer e under extrusion são exemplos de termos comumente relacionados no dia a dia de quem trabalha com uma impressora. Por isso, é muito interessante conhecer um glossário de impressão 3D. Muitas palavras em inglês são utilizadas e se você não domina a língua, isso pode se tornar um problema na hora de solucionar os problemas.

Selecionamos tudo que você precisa saber para se tornar um especialista no assunto, seja você um iniciante, intermediário ou usuário avançado. Confira!

Glossário de impressão 3D

1. 3D Printer

3D Printer é a impressora 3D. No mercado existem diferentes marcas e modelos, cada um com suas características e diferenciais. As marcas nacionais são ótimas e apresentam modelos bem interessantes.

2. Fatiador

O fatiador é o programa utilizado para converter o modelo criado em 3D para coordenadas, a máquina entenderá o que deve ser feito através de posicionamento.

3. Extrusor

3. Extrusor

 

 

O extrusor é o principal conjunto de qualquer impressora 3D. Ele é a soma dos componentes que aquecem o filamento e depositam na mesa de impressão. Esse conjunto compreende o tracionador, dissipador de calor, bloco aquecedor e bico de impressão, além do resistor e termistor. Em algumas impressoras, ainda há o tubo de teflon.

4. Trator, ou tracionador

4. Trator, ou tracionador

O trator, ou tracionador, é o elemento responsável por fazer a movimentação do filamento, seja no sentido do extrusor, empurrando o material, ou na retração, puxando-o de volta. Basicamente, existem dois tipos de tratores: direct drive e bowden.

Na imagem acima estão mostrados os dois tipos, com uma variação. A ilustração da esquerda é do direct drive com redução. Do meio também é o direct, mas com o motor tracionando diretamente o filamento. Por último, a ilustração à direita mostra o sistema bowden.

5. Direct drive

Direct drive é o tipo de tracionador que fica posicionado junto ao carro de impressão. É um trator com redução ou que o motor traciona diretamente o filamento. A maior vantagem dessa opção é alcançada na impressão de filamentos flexíveis.

6. Bowden

O Bowden é o outro tipo de tracionador. A diferença é que nesse modelo o motor não fica posicionado no carro de impressão. Alguns fabricantes alegam que isso dá maior velocidade e menor vibração.

7. MK8

O MK8 é uma polia tratora conectada no motor, fazendo o tracionamento direto do filamento até o bloco aquecedor.

8. Hotend

O hotend é o conjunto que compreende os componentes que ficam expostos à temperatura mais elevada no extrusor, ou seja, o dissipador de calor, o bloco aquecedor e o bico de impressão.

9. Dissipador de calor, ou heatsink

O dissipador de calor é uma superfície aletada que fica posicionada entre o tracionador e o bloco aquecedor. A sua função é não deixar que o calor gerado no bloco seja transferido para áreas mais altas, por condução pelo filamento. Se o calor for transferido, o material expande e trava.

10. Bloco aquecedor

O bloco aquecedor é o penúltimo componente que o filamento atravessa até chegar na mesa de impressão. Esse bloco é o responsável por elevar a temperatura e fundir o material. Nele é posicionado e resistor e o termistor.

11. Resistor

O item 9 do nosso glossário de impressão 3D é a resistência que gera o aquecimento do bloco aquecedor. Por isso, ele é um dos componentes mais importantes em todo o conjunto do extrusor.

12. Termistor

O termistor é o componente responsável pela medição da temperatura do conjunto aquecedor. É muito importante que esse componente esteja funcionando corretamente para que a temperatura esteja correta. Caso contrário, a diferença do valor real e valor medido pode levar a falhas na impressão e até riscos na utilização da máquina, como super aquecimento.

13. Bico de impressão, ou nozzle

O bico de impressão é o último componente no caminho do filamento entre o tracionador e a mesa. O bico é como um funil, estreito no fundo. Normalmente, se utiliza bicos com saída de 0,4 a 1,0 milímetro.

14. Tubo de teflon

Basicamente, podemos distinguir as impressoras 3D em dois grupos: com tubo de teflon ou all metal. O tubo de teflon tem a função de conduzir o filamento. Cada fabricante de máquina trabalha com tamanhos diferentes de tubo, mas na maioria dos casos ele parte da entrada do dissipador de calor até o bico de impressão. A vantagem do tubo é uma melhor condução, com menor probabilidade de travamento, principalmente se for utilizado PLA. Porém, o teflon tem temperatura de amolecimento em torno de 250ºC, o que limita o uso de filamentos que precisam de temperaturas superiores a isso.

15. Allmetal

Allmetal representa a garganta  (heatbreak) do hotend  que não tem um tubo de teflon interno. A usinagem interna do canal deve ser bem feita para que o filamento não agarre. Em alguns casos, é interessante lubrificar o filamento com óleo ou azeite. Já a vantagem é a possibilidade de trabalhar com altas temperaturas, acima dos 250ºC limitados pelo teflon.

16. Bed, ou mesa de impressão

Bed é a cama de impressão, ou mesa. Normalmente, a mesa é composta por uma chapa metálica com sistema de aquecimento e um vidro por cima, em que o filamento extrudado é depositado.

17. PLA

O PLA é um dos materiais mais utilizados como insumo para a impressão 3D. A sigla representa o poliácido lático e é derivado de fontes naturais, como o amido de milho. As melhores características do PLA é a alta qualidade superficial, facilidade de impressão, possibilidade de utilizar o material em praticamente qualquer impressora 3D, além de ser um material biodegradável. Portanto, o PLA sempre será uma boa opção na sua impressora.

18. ABS

Provavelmente você nunca ouviu falar em Acrilonitrila Butadieno Estireno, mas ABS sim, certo? Essa é a abreviação desse nome complexo, de origem no petróleo. O ABS, assim como o PLA, também é bastante utilizado como insumo na tecnologia de impressão 3D. Sua alta resistência mecânica e a facilidade de dar acabamento são grandes atrativos para os usuários.

19. PETG

O PETG é um material que vem chamando a atenção de quem é apaixonado por impressão 3D. Na Europa e EUA, inclusive, esse material vem conquistando a preferência dos usuários. Ele mescla algumas vantagens do PLA e ABS, com alta resistência mecânica, possibilidade de ser impresso em qualquer máquina e ainda contar com boa resistência química e térmica.

20. Impressora fechada / aberta

Há várias maneiras de qualificarmos as impressoras 3D em grupos, e uma delas é se ela é aberta ou fechada. A primeira opção é ideal para impressão de PLA ou PETG, além de filamentos especiais com base em PLA. Já as impressoras fechadas são ótimas para o ABS, que possui alta contração e pode empenar se houver um fluxo externo de resfriamento.

Não há uma regra se a impressora aberta ou fechada é melhor ou pior do que a outra, o que deve ser observado é toda a sua estrutura. Impressoras com uma estrutura mais robusta são capazes de trabalhar em velocidades mais altas, mantendo um bom nível de precisão.

21. Stringing

21. Stringing

Stringing são as linhas de impressão que podem formar nas peças. Acontece que, se você tiver duas partes da peça distantes uma da outra, durante a movimentação do bico, o filamento pode “escorrer” um pouco, formando essas linhas.

Apesar de ser um problema, esse efeito pode ser facilmente retirado no acabamento posterior.

22. Overhang

22. Overhang

Overhang é, basicamente, a impressão inclinada, sem um suporte de sustentação. Essa característica está muito relacionada ao filamento e também ao resfriamento da peça. No caso de PLA, trabalhar com um cooler que resfria a peça ajuda bastante a impressora conseguir produzir peças com angulações maiores. No ABS deve-se tomar cuidado com esse cooler. Se ele jogar ar frio, pode empenar a peça, então o ar direcionado tem que ser quente.

23. Bridge

Bridge, em inglês, significa ponte. Em alguns casos, precisamos que a impressão se faça sem o suporte, com uma movimentação horizontal, formando uma verdadeira ponte. Para isso, é preciso contar com um filamento de qualidade, que garanta essa sustentação, além de trabalhar nos parâmetros corretos.

24. Skirt

24. Skirt

Quando você inicia uma impressão, já reparou que a máquina faz uma borda na peça? Já pensou para que serve isso? Esse é o skirt, em inglês, saia. O intuito disso é equalizar o fluxo de filamento, garantindo a deposição correta do material quando o bico começar a fazer a peça.

25. Brim

25. Brim

Em alguns casos, principalmente quando há uma área de suporte fino, o material pode não se sustentar na mesa, mesmo passando o adesivo fixador. Então, para aumentar essa fixação e garantir que a peça não se solte, é interessante habilitar o brim. Em inglês, o termo significa borda. A impressora fará uma espécie de borda ao redor da peça, garantindo a boa adesão na mesa.

26. Volume de impressão

O volume de impressão é a área que a sua impressora tem disponível para imprimir os projetos. Para conhecer esse valor, basta analisar as dimensões dos três eixos, no comprimento, largura e altura. Por exemplo, se a sua impressora tem as dimensões de 200x200x200 milímetros, esse é o seu volume de impressão.

27. Eixos X, Y e Z

A impressão 3D, como o próprio nome já diz, trabalha em três eixos: X, com movimento horizontal, Y, na profundidade e Z, na altura. É interessante conhecer bem sobre cada eixo para entender a movimentação e, caso você precise atuar manualmente na máquina, saber onde mexer.

28. Sílica

Poucas pessoas sabem, de fato, para que serve aquele pacotinho que vai junto ao seu filamento. Também encontrado em outros produtos, como sapatos e bolsas, esse item representa a sílica. O material retira a umidade do produto. Isso é muito importante para o filamento. Se ele pegar umidade, pode perder as suas características de impressão, prejudicando a qualidade das suas peças.

29. Warping

29. Warping

O warping é um defeito bastante conhecido e tem um lugar especial no nosso glossário de impressão 3D. Esse efeito acontece quando a peça começa a resfriar e empena. Como o resfriamento do objeto se faz no sentido das extremidades até o centro, as pontas se descolam e empenam.

Apesar desse problema ser comum no ABS, é possível resolvê-lo. Para isso, se quiser usar esse material, opte por uma impressora fechada ou use um fechamento para a mesma, junto com o adesivo fixador.

30. Duplo extrusor

Uma impressora 3D que consegue utilizar dois filamentos por vez, é chamada de duplo extrusor, ou dual extrusion. É possível mesclar as cores ou utilizar materiais diferentes, um em cada extrusor.

31. Fan / cooler

O fan é um acessório importante para a impressora. Ele tem a função de ventilar, enquanto o cooler resfria. No caso do dissipador de calor, por exemplo, o corpo aletado funciona como o cooler, enquanto o fan direciona a ventilação para a troca de calor.

Outra posição para se colocar o fan é na saída do bico, principalmente para PLA.

32. FFF

FFF é a configuração do fatiador Simplify3D, já mencionado nesse glossário de impressão 3D. Você pode importar o FFF com a configuração já pronta ou ainda colocar os seus parâmetros próprios.

33. STL

O STL é o arquivo dos modelos de impressão 3D. Existem alguns sites que você pode baixar o STL gratuitamente. Em outros, há venda dos modelos.

34. Filamento

O filamento é o insumo da impressão 3D. Existem diversos materiais diferentes, como PLA, ABS Premium, PETG, Flexível, HIPS e Wood. Escolha sempre filamentos de qualidade. Nós, da 3D Lab, prezamos muito em oferecer o melhor material aos nossos clientes para que as expectativas sejam superadas!

35. Infill, ou preenchimento

O preenchimento de uma peça é um dos parâmetros a serem escolhidos e, por isso, entra no nosso glossário de impressão 3D. Você pode variar o preenchimento, entre 0 (modo vase) até 100%, totalmente sólido. Cada projeto tem suas particularidades e a escolhe pelo preenchimento deve ser orientada de acordo com a necessidade.

Além disso, você também pode escolher a forma do preenchimento.

36. GCode

O GCode são as linhas de códigos responsáveis pelas movimentações da impressora. Você pode encontrar esses códigos dentro da configuração do fatiador.

37. Layer

Layer é a camada de impressão. A resolução das peças será medida justamente por ela, pela altura da camada. Quanto maior for, pior será a resolução. As layers habitualmente utilizadas variam entre 0,05 e 0,3 milímetros.

38. First layer

First layer é a primeira camada da impressão. Para que sua peça saia perfeita, é muito importante que a first layer fique bem. Ela será a base de todo o projeto. Se sair errado, o problema será somado com as camadas superiores.

Então, certifique-se que a primeira camada está homogênea, com o bico na distância certa da mesa e a adesão correta.

39. Top layer

Top layer é a camada de fechamento da peça. É muito importante configurar bem essas camadas para evitar que a peça tenha problemas no topo.

40. Adesão entre camadas

Adesão entre camadas é um importante termo do nosso glossário de impressão 3D. Ela pode ser resumida como a força de interação entre uma camada e outra. Se essa característica não estiver adequada, a peça pode se tornar frágil e quebrar com pouco esforço.

A adesão entre camadas também é uma característica do filamento. Por isso, mais uma vez, escolha materiais de alta qualidade!

41. Suporte

41. Suporte

O suporte nas peças permite que o bico deposite material onde não há filamento abaixo. Então, quando for depositar material sem uma camada embaixo, ele já cria um suporte para a sustentação. Esse suporte será facilmente removido após a impressão final.

42. Torre de temperatura

42. Torre de temperatura

A torre de temperatura é um termo bastante conhecido pelos amantes da impressão 3D. Ela representa um teste pré impressão, no sentido de encontrar a melhor temperatura de trabalho para o material. Na internet há vários modelos de torres, com a marcação das temperaturas. Assim, é possível observar o parâmetro mais indicado.

Portanto, vimos no nosso glossário de impressão 3D os principais termos relacionados a essa tecnologia. É muito importante conhecermos esses conceitos para sempre aprendermos mais e melhorarmos nossas impressões. Ficou muito claro que a qualidade das peças está bastante relacionada ao conhecimento da pessoa, ajustando corretamente os parâmetros da impressora, e também à qualidade do filamento. Então, utilize os nossos materiais para ter certeza que seus projetos serão um sucesso!

Se você conhece outro termo importante dessa tecnologia, deixe seu comentário aqui no conteúdo!

Não sabe como reparar modelos 3D corrompidos? Aprenda a salvar seus STL’s!

Reparar modelos 3D faz parte de quem utiliza sites para baixar modelos grátis. Infelizmente muitos arquivos que são publicados estão cheios de erros e, se não analisarmos antes, acabamos desperdiçando a impressão, junto com filamento e tempo!


Você já teve que reparar modelos 3D corrompidos? Às vezes nós encontramos arquivos em sites para baixar modelos para impressão 3D e já colocamos para imprimir, sem analisar se o projeto está certo, se outras pessoas já utilizaram e se não há falhas.

É comum que esses arquivos tenham algum problema que dificultem ou até impossibilitem a impressão e, infelizmente, acabamos descobrindo isso depois de gastar filamento e tempo!

Por isso, criamos este conteúdo para mostrar como reparar modelos 3D corrompidos, de forma simples e utilizando ferramentas gratuitas. Conheça!

Afinal, o que são modelos 3D corrompidos?

Se você utiliza sites para baixar modelos, como o Thingiverse, My Mini Factory, YouMagine e outros, certamente já teve uma má experiência com modelos 3D corrompidos.

Esses arquivos muitas vezes contêm alguns erros que prejudicam a impressão, seja com camadas aleatórias no meio da peça, descontinuidade, falta de preenchimento em alguns pontos e diversos outros pontos.

Quase sempre os fatiadores não acusam esses problemas. Se você não reparar que eles existem, vai fatiar a peça, colocar para imprimir e só então notará o defeito. Então, o que indicamos é sempre usar uma ferramenta de análise para validar o arquivo.

Na imagem abaixo você pode ter uma visão mais clara do que são esses modelos 3D corrompidos:

Afinal, o que são modelos 3D corrompidos

Quais ferramentas são necessárias para o reparo?

Agora que já sabe o que são modelos 3D corrompidos, vejamos quais ferramentas você pode utilizar para esse trabalho. Separamos duas opções gratuitas e fáceis de utilizar. Veja:

Meshmixer

O Meshmixer é um software desenvolvido pela Autodesk. Entre várias funcionalidades, você pode reparar modelos 3D utilizando essa ferramenta que é bem completa, gratuita e muito simples de operar. Ele pode ser usado em sistema Windows ou Mac, mas não tem suporte para Linux.

Antes de mais nada, se você quiser baixar o Meshmixer, basta clicar aqui.

Depois que você carrega um arquivo dentro do Meshmixer a ferramenta indicará os pontos com falhas com linhas coloridas. A cor dessas linhas representa um tipo de falha diferente, da seguinte maneira:

  • marcador azul: buracos na peça. Para esse tipo de erro, o menu que fica à esquerda na ferramenta lhe permite escolher três opções, que são “preenchimento mínimo”, “preenchimento plano” e “preenchimento suave”;
  • marcador magenta: essa cor é usada para indicar partes desconectadas ou pequenos detalhes que não serão impressos.
  • marcador vermelho: indica geometrias não reconhecidas.

Se você clicar no marcador o software tentará fazer a correção. Se esse marcador ficar na cor preta significa que não foi possível o reparo. Outra opção é escolher a correção automática. O Meshmixer tentará corrigir todas as falhas detectadas, mas você precisa analisar se a ferramenta teve êxito.

Se os problemas não forem resolvidos, a solução é usar a função de “Make solid”. Essa opção certamente vai corrigir todos os problemas que a peça tiver, mas há um ponto ruim: você vai perder resolução na peça!

O que essa opção faz é recalcular todas as superfícies do objeto, mesmo aquelas que não apresentavam defeitos. O que você pode fazer para não perder muita resolução é escolher, no menu suspenso, a opção “Accurate”, e então “Sharp Edge Preserving”.

Nos campos “Solid accuracy” e “Mesh density” você consegue variar a resolução para chegar até os detalhes do modelo 3D original.

Afinal, o que são modelos 3D corrompidos

3D Builder

O 3D Builder é uma ferramenta desenvolvida pela Microsoft. Até por isso, só está disponível para o sistema Windows, mas está disponível gratuitamente. Sua função é criar e reparar os modelos 3D para impressão.

Seu uso é muito simples. Para que você domine a ferramenta, criamos um outro conteúdo específico, mostrando todos os detalhes. Para conferir, basta acessar o link do conteúdo do 3D Builder.

Ao carregar um arquivo o software fará uma análise e, se houver algum problema, colocará uma marcação inferior, em vermelho. Aparecerá uma mensagem no canto inferior direito, indicando que há um problema e que basta clicar nessa janela para reparar. Então, é só clicar!

Lembre-se que por padrão o 3D Builder salva os arquivos no formato .3MF, então você precisa mudar caso queira em .STL.

3D Builder

Baseamos este conteúdo em um material divulgado na comunidade oficial da Prusa Printers. Veja o vídeo a seguir que detalha todo o processo para reparar modelos 3D.

Portanto, vimos neste conteúdo a importância de reparar modelos 3D e como fazer isso. Se você quer levar a sério a impressão 3D, precisa conhecer essas ferramentas e saber como preparar seus arquivos.

Aliás, saber manipular o seu objeto 3D tem uma grande interferência no resultado final de suas peças. Por isso, agora que você já sabe como reparar modelos 3D, confira nosso conteúdo especial sobre como escolher o melhor sentido de impressão para as peças!

Minha conta


Reconhecida como a melhor empresa de impressão 3D do Brasil. Impressoras, filamentos e resina para impressão 3D, cursos, manutenção e prototipagem.

Endereço

Rua Toyota, n°490, Jardim Piemont - Betim - MG 
A 20 min do centro de Belo Horizonte.

Horário de funcionamento

08:00 às 17:00 | Segunda à sexta-feira

Dúvidas gerais | Suporte | Vendas

Nossas redes

Este site é protegido pelo reCAPTCHA, a Política de Privacidade e os Termos de Serviço do Google se aplicam.
3D Lab Industria Ltda.
CNPJ 20.212.019-0001/09
Chat online