• (31) 97113-7028 (Vendas)
  • (31) 99150-4973 (Suporte, manutenção e projeto)

Dicas e Tutoriais

Qual é a influência da altura da camada em suas peças 3D?

Quem usa uma impressora 3D sabe que esse equipamento possui uma quantidade enorme de variáveis que podem ser trabalhadas para gerar diferentes resultados. Um dos parâmetros avaliados antes de se produzir uma peça é a resolução, ou, neste caso, a altura da camada. Essa característica permite alterar a qualidade superficial da peça, mas isso gera uma consequência grande no tempo de impressão.

Então, neste artigo mostraremos um teste que fizemos. Selecionamos uma peça e fizemos a impressão com diferentes alturas da camada. Encontramos grandes curiosidades. Confira!

O que é a altura da camada na impressão 3D?

A altura da camada é a espessura de cada camada impressa. Sabemos que o processo de impressão 3D por FDM consiste na deposição de material em camadas, com progresso vertical. A cabeça de impressão realiza a deposição de um nível inteiro e sobe ao nível seguinte, e assim sucessivamente até o término do projeto.

As impressoras 3D do mercado normalmente conseguem imprimir entre a altura da camada de 0,05 milímetros e 0,4 milímetros, mantendo o mesmo bico de impressão. Aliás, esse é um ponto que gera muitas dúvidas nas pessoas: preciso alterar o bico para mudar a resolução? A resposta é não!

O que acontece é que o determinante para a altura da camada da peça é o fluxo de material, ou seja, a quantidade de filamento que é projetado sobre o bloco aquecedor e que passa pelo bico. Ao variar a resolução, o software de impressão calcula a velocidade do motor que traciona o filamento, criando uma compensação.

Para que fique mais claro a influência desse parâmetro na peça, fizemos um teste em uma de nossas impressoras 3D. Selecionamos um modelo, da estátua Moai, e fizemos a impressão variando a altura da camada. Essa foi a única variável que alteramos. Mantemos a mesma temperatura e velocidades, justamente para isolar essa característica e ver a sua influência no resultado. Utilizamos um filamento ABS Premium Marrom da 3D Lab.

Para comparação, duplicamos uma das peças geradas e fizemos um acabamento com vapor de acetona. Vamos comparar a qualidade superficial entre elas. Confira, nas fotos abaixo, como foram os dados obtidos:

Teste de impressão com variação na altura da camada

altura da camada

altura da camada

Como fica claro nas imagens acima, a variação da qualidade superficial das peças foi muito grande. Excluindo a peça tratada com vapor de acetona, a impressão da esquerda tem uma superfície mais lisa, com uma aparência de maior qualidade. Ao aumentar as camadas, até chegar na peça à direita, essa qualidade vai reduzindo.

Porém, uma análise muito importante de se fazer é no tempo de impressão. Como podemos ver na primeira imagem, o tempo de impressão da peça com 0,05 milímetros, ou 50 mícrons, foi de 171 minutos, enquanto a peça de 0,4 milímetros demorou somente 24 minutos, o que representa 14% do tempo da primeira.

Outro ponto interessante que observamos foi no brilho da peça. Percebe-se claramente que a que possui uma melhor resolução, ou menor altura de camada, tem um aspecto mais fosco, enquanto a peça de 0,4mm é mais brilhante. Na verdade, esse efeito é resultado da dispersão da luz. Com camadas mais grossas, a curvatura da superfície externa reflete mais a luz, gerando o brilho mais forte.

Para compararmos a qualidade superficial, separamos uma das peças e a tratamos com vapor de acetona. O procedimento é bem simples: com um recipiente fechado, umidecemos papel toalha com acetona pura, preenchemos a parede do recipiente com esse material e colocamos a peça no interior. Deixamos esse processo reagir por 1 hora e meia, com uma peça de 0,4 milímetros. Fizemos esse mesmo procedimento também com uma peça de 50 mícrons. O tempo necessário de acabamento foi menor, de 30 minutos, mas o resultado na superfície da peça foi similar. Por isso, focamos somente na peça de 0,4.

Segue a configuração utilizada nos testes. A variação dos parâmetros ficou somente na altura da camada.

Software: Simplify3D

 

altura da camadaaltura da camadaaltura da camada

Então, qual é a melhor resolução para as peças?

Como vimos no teste, a diferença na qualidade superficial entre as peças obtidas é muito grande, porém, o tempo necessário de impressão também é. Não podemos falar que a peça de 50 mícrons é melhor do que a peça de 0,4 milímetros. Isso vai depender da finalidade do projeto.

Então, o primeiro passo para identificar qual é a altura de camada que você deve usar em suas impressões é analisar o objetivo da peça. Será que ela realmente precisa de uma qualidade superficial tão alta? Qual seria o tempo de impressão em uma resolução melhor? Fizemos esse teste com uma peça com altura de 5 centímetros, mas e se ela fosse projetada com altura de 40 centímetros? O tempo de impressão com uma camada mais fina para esse caso seria muito longo, praticamente inviável.

O acabamento das peças também se mostrou uma boa opção, mas é preciso ter cuidado com o manuseamento dos materiais utilizados.

Gostou do nosso artigo sobre a altura de camada? Então aprenda agora sobre as principais propriedades técnicas dos filamentos para impressão 3D.

11 Respostas

    1. Suporte 3DLAB

      Bom dia Nicolas,

      O acabamento com acetona, trata-se de uma “decapagem” da superfície da peça. Portanto, a peça perde dimensional. Pensando em camadas de 0,4mm o tempo para o acabamento será maior redução do relevo será maior. Mas o acabamento será bem semelhante. Mas para peças muito detalhadas o ideal seria camada menores.

    1. Suporte 3DLAB

      Boa tarde Ana Lucia,

      Exatamente ai, porem quando diminuir a altura da layer lembre de alterar também a (First Layer Height) pois para camadas muito pequena é difícil fazer a primeira camada, um exemplo. Se minha altura da primeira camada esta ajustada para 0,3mm, e quero alterar a layer para 0,1mm deixo a (First Layer Height = 300%) assim a primeira camada continua com 0,3mm.

    1. Suporte 3D LAB

      Bom dia Gunther,

      Fizemos o acabamento em acetona com todas as resolução do teste, e todas ficaram da mesma forma. O que alterou foi apenas o tempo na acetona. Lembrando que essa peça, não tinha muitos detalhes que pudessem ser perdidos no tratamento da superfície. Quanto ao PLA, é possível sim, tal tratamento, porem com outros produtos mais fortes e perigosos, como Clorofórmio.

  1. LUAN

    boa tarde

    Voçe teria como enviar os configuraçoes que usou para imprimir queria ajustar a minha impressora e nao acho nenhum artigo a respeito eu criei minha impressora do zero e ta dificil fazer esta parte agradeço.

Leave a Reply