Compras acima de R$ 400,00 você receberá o frete grátis!*EXCETO IMPRESSORAS 3D

Qualidade de impressão 3D? Conheça 17 maneiras de melhorar o acabamento

Aumentar a qualidade das peças impressas em 3D é o sonho de todos os entusiastas dessa tecnologia. Para isso existem diferentes maneiras e dicas, sejam elas as mais básicas até as avançadas. Por isso, reunimos neste conteúdo 17 formas para que você tenha peças de maior qualidade.


Um dos nossos objetivos aqui na 3D Lab é fazer com que os clientes consigam criar peças impressas em 3D com cada vez mais qualidade. Para isso nós criamos vários conteúdos em nosso blog com dicas e ideias.

A impressão 3D é uma tecnologia bem sensível e a qualidade das peças pode variar bastante a partir de pequenos ajustes nas configurações da máquina ou do fatiador. Então, reunimos neste material as 17 principais dicas para buscar a excelência na qualidade das peças. Vamos conferir?

1. Nivele a mesa e ajuste a altura do bico

peças impressas em 3d - 3D Lab

A maneira mais simples de começar a melhorar a qualidade de sua peças impressas em 3D é garantindo que a mesa esteja muito bem nivelada e que a distância do bico em relação a ela esteja correta. Para determinar a distância do bico e nivelar a mesa você pode utilizar a técnica de colocar um cartão de visitas entre eles e medir em pelo menos quatro pontos para ver se a distância é a mesma. Sei que já falamos dessa técnica diversas vezes em nossos conteúdos, mas vale sempre lembrar porque é extremamente simples e eficaz.

Mesmo que a sua impressora 3D tenha nivelamento automático é interessante verificar se a distância do bico à mesa está correta.

2. Melhore a impressão de pequenas peças impressas em 3D

peças impressas em 3d

Um problema comum com peças impressas em 3D pequenas é que suas camadas não têm tempo suficiente para resfriar e portanto podem ficar com um aspecto de acabamento ruim. Para contornar isso existem três maneiras: aumentar o resfriamento, diminuir a velocidade de impressão ou imprimir vários objetos de uma só vez.

Uma outra causa do problema pode ser que você esteja imprimindo no limite de temperatura do material, então talvez seja uma boa ideia diminuir um pouco a temperatura. 

3. Saiba trabalhar com saliências e pontes

peças impressas em 3d

Saliências em um ângulo de mais de 45 graus a partir da vertical exigem estruturas de suporte de impressão 3D.

Diminuir a altura da camada e aumentar o resfriamento, além de uma velocidade de impressão mais lenta, ajudam você a obter pontes melhores e alcançar ângulos superiores a 45º com uma perfeita qualidade de impressão.

4. Verifique a temperatura do bico

peças impressas em 3d

Sub extrusão ou impressões esponjosas são os tipos de problemas que todo mundo já experimentou em algum momento. Uma dica importante é você sempre garantir que o bico de sua impressora esteja perfeitamente limpo. Especialmente ao mudar de um material de temperatura mais alta para um de baixa temperatura, como por exemplo de ABS para PLA.

Ainda mais importante que isso é verificar se a temperatura do bico está correta. Isso porque ela afeta diretamente a aparência de suas peças impressas em 3D. Se a temperatura estiver muito elevada isso pode deixar partes separadas entre as camadas. Além disso, temperaturas altas do bico podem derreter as camadas anteriores já depositadas, resultando em uma qualidade de impressão ruim.

Ao imprimir peças grandes inclua um objeto de descarte no lado oposto de sua impressão (pode ser um pequeno cubo). Isso faz com que a peça tenha mais tempo de resfriar enquanto o bico se move para fazer o cubo.

5. Encontre um fatiador que você goste e aprenda a utilizá-lo

Falar sobre qualidade de peças impressas em 3D e não falar sobre configurações em seu fatiador é impossível. Isso porque é ele que converte um modelo 3D em instruções (código G) para que a impressora possa imprimir. Existem diversos por aí, mas quer saber qual é o melhor? O que você se adapta a ele! Para isso, vá alterando aos poucos as configurações (de preferência uma de cada vez) e veja como isso afeta sua peça.

Não troque de fatiador nos primeiros erros de impressão. Até que você possa obter o melhor do software pode levar um tempo. Então persista! Imprima novamente e descubra em que ponto o erro está ocorrendo.

6. Preste atenção ao ajuste e manutenção da impressora

peças impressas em 3d

Cada impressora 3D possui suas próprias especificidades, portanto tenha atenção para sempre ajustá-la de acordo com sua melhor configuração. Mesmo que você tenha adquirido uma impressora 3D barata fique atento às suas atualizações e melhorias.

Otimizar sua impressora inclui diversas pequenas etapas, como limpar e lubrificar os eixos, apertar os parafusos, manter a mesa nivelada, entre outras precauções.

Leia nosso artigo sobre manutenção preventiva em impressoras 3D para saber mais!

7. Tenha suportes mais fáceis de retirar

peças impressas em 3d

As saliências na letra Y não requerem estruturas de suporte de impressão 3D. Os que estão na letra T precisam deles. (fonte: 3DHubs)

Alguns programas de fatiamento criam suportes mais fáceis de serem retirados do que outros. Aumentar as camadas de separação vertical no fatiador pode fazer com que seus suportes sejam removidos mais facilmente. Como consequência você poderá ter um acabamento em sua peça muito melhor.

As impressoras FDM funcionam empurrando o filamento derretido que se liga à camada abaixo dele. Quando não há camada abaixo para se ligar, então o fatiador pode tentar cobrir a saliência. Se a ponte for muito longa, haverá uma pequena falha ou falha total da impressão. É preciso um pouco de pesquisa e experiência para saber como e quando usar os suportes.

Obs.: ao usar suportes, um pouco de pós-processamento (lixamento, aparamento) ajuda a ocultar os locais de ligação.

8. Encontre o ponto ideal para a temperatura da mesa

peças impressas em 3d

Controlar a temperatura da mesa ajuda na aderência das peças impressas em 3D. À medida que o modelo é impresso, cada camada diminui conforme esfria. Assim, cada camada acima da mesa contrai-se e as camadas de encolhimento fazem com que as bordas da impressão se afastem da superfície.

Quando a temperatura da mesa é muito alta, o modelo pode desenvolver os chamados “pés de elefante”. Esta é uma indicação de que você deve reduzir um pouco a temperatura da mesa para a próxima impressão.

9. Fechar lacunas, camadas superior e inferior

Ao imprimir algo com detalhes, pequenos furos podem aparecer ao redor da parte superior e dos lados. Acrescentar camadas de fechamento pode ajudar a melhorar a qualidade e garantir que não haja furos e imperfeições. Com cada pequeno ajuste, teste a impressão para ver se ela fecha a lacuna.

Se a velocidade for muito alta, o filamento extrusado pode não preencher completamente, pois o bico não está no local por tempo suficiente para formar uma ligação. Nesse caso, reduza a velocidade de impressão, mas não muito, pois outros problemas podem surgir.

Além disso, verifique quanto filamento está sendo extrusado. Ao alterar esse valor, faça isso com ajustes muito pequenos. Aumente a taxa em centésimos seguido de uma impressão de teste com cada ajuste.

10. Modifique a altura da primeira camada

peças impressas em 3d

Para obter melhores resultados na qualidade de suas peças impressas em 3D assegure-se sempre que a altura da sua primeira camada esteja em torno de 30 a 50% do diâmetro do bico. Por exemplo, uma altura de 0,3 para um bico de 0,4mm funciona muito bem.

11. Ajuste o movimento do eixo Z

Depois de extrusar a primeira camada, existe uma linha onde o bico se arrasta pela superfície de impressão. Isso pode ser causado por falta de retração do filamento. Basta ajustar essa configuração para melhorar a qualidade de suas peças impressas em 3D.

Alguns fatiadores têm a capacidade de instruir a impressora para elevar a altura do bico enquanto viaja por espaços vazios. Veja se isso está incluído nas configurações avançadas do seu fatiador.

12. Diminua a velocidade de impressão para evitar vibração nas peças impressas em 3D

peças impressas em 3d

O aumento da vibração em torno das bordas ou em torno da impressão reduz a qualidade visual. Essas linhas desagradáveis ​​são causadas pelo movimento irregular da extrusora.

Para corrigir o problema, reduza a velocidade de impressão. No entanto, certifique-se de que a extrusora se move o suficiente para que a área impressa não sobreaqueça e cause outros problemas de qualidade.

13. Tenha atenção à mesa de impressão

Mesas de impressão diferentes produzem texturas distintas na parte inferior da impressão. Materiais como o vidro deixam uma superfície lisa. As folhas de policarbonato coladas deixam um acabamento mais fosco.

Se você decidir utilizar adesivo fixador na superfície use apenas o suficiente para manter a impressão fixada, mas não tanto que cause deformações. Quando utilizamos cola demais a dificuldade para retirar a peça da mesa fica muito alta. Forçar a retirada pode danificar tanto a peça quanto a mesa, causando delaminação e também a quebra.

Experimente para ver qual método não só funciona melhor com sua configuração, mas também deixa um acabamento que complementa a impressão.

14. Compre filamentos de qualidade

peças impressas em 3d

Uma das principais regras para criar peças impressas em 3D com bom acabamento é contar com filamentos de qualidade. Variações no diâmetro, imperfeições ou contaminação podem prejudicar bastante a peça e fazer com que todo o seu esforço e tempo seja desperdiçado.

No momento de comprar um filamento, opte sempre por qualidade!

15. Mantenha seu filamento armazenado corretamente

peças impressas em 3d

Todos os filamentos de impressão FDM são higroscópicos, ou seja, eles absorvem umidade do ambiente. Mesmo um pouco pode alterar a qualidade de impressão significativamente, dando um aspecto áspero a peça. Isso pode ser ainda mais observado quando utilizamos filamentos translúcidos. Por isso, fica uma dica muito simples: sempre que terminar de imprimir e ainda tiver material em seu carretel, prenda a ponta para que não dê nó no filamento e volte o carretel para o saco zip de preferência com um pacote de sílica dentro.

16. Utilize acabamento de acetona

peças impressas em 3d

Já utilizou acabamento de acetona em suas peças impressas? Essa é uma excelente maneira de dar acabamento em peças feitas com filamento ABS. O resultado fica incrível, pois retira da peça as marcações de mudanças de camada.

Para saber como realizar o processo leia nosso artigo de como dar acabamento nas peças de forma simples e barata.

17. Utilize pós processamento para obter um acabamento profissional

Uma maneira de dar um acabamento mais profissional às suas peças é utilizando algumas camadas de primer de alta cobertura. Quando cada camada estiver seca, lixe e repita até sua peça ficar homogênea. Se você tiver habilidade com pintura pode finalizar com com tinta plástica ou spray. Vale a tentativa, não acha?

Portanto, vimos que é totalmente possível criar peças impressas em 3D de alta qualidade! Essa tecnologia tem muitos segredos e dicas, mas nós somos empenhados em lhe passar todo esse conhecimento!

Analise cada uma das 17 dicas deste conteúdo e veja como seus projetos podem melhorar. Quando se deparar com problemas de qualidade, observe sua configuração e altere apenas uma coisa por vez antes de tentar uma nova impressão. Em seguida, faça anotações sobre a alteração e como a nova impressão é diferente da anterior.

Uma boa ideia é tirar fotos das peças testes ou etiquetá-las para que você possa comparar o que cada modificação resultou.

Agora que você já sabe as dicas que lhe ajudarão a conseguir peças impressas em 3D cada vez melhores, que tal descobrir 7 formas de aumentar a velocidade de sua impressão 3D sem perder qualidade?

Comente com o Facebook

Comentários

>

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Entre ou Cadastre-se

Carrinho

Rua Toyota, 490 - Jardim Piemont, Betim - 32689-354

(31) 3594-4973

+5531971137028

[email protected]