• (31) 97113-7028 (Vendas)
  • (31) 99150-4973 (Suporte, manutenção e projeto)

Dicas e Tutoriais

primeira camada

Aprenda a configurar a primeira camada da impressão 3D!

Saber como configurar a primeira camada em sua impressão 3D é fundamental para o sucesso final da sua peça! Porém, quando ingressamos em uma nova tecnologia, nem sempre temos o conhecimento prévio necessário para ter sucesso logo no início. Por isso, muitas vezes acabamos aprendendo na tentativa e erro mesmo! Até porque para quem está iniciando nem sempre termos técnicos fazem sentido e a maioria dos tutoriais que vemos na internet estão abarrotados deles sem a devida explicação.

Como nosso objetivo é sempre ajudar, vamos tentar tornar esse processo de aprendizagem e aperfeiçoamento o mais simples possível.

Então, vamos lá!

Como configurar a primeira camada

Um dos problemas mais comuns enfrentados por usuários de impressão 3D é a adesão da peça à mesa. Para obter uma boa aderência, as linhas da primeira camada precisam do máximo contato com a mesa possível.

Essa aderência pode ser obtida por meio de uma quantidade considerada de cola passada na mesa ou simplesmente fazendo o certo. Mas afinal o que é o certo?

O filamento é extrusado do bico em forma de tubo porque está sendo empurrado por um orifício redondo. Se o bico estiver muito alto, o filamento será colocado suavemente sobre a mesa e haverá muito pouco contato superficial entre o filamento e a mesa.

Você precisa que o bico esteja mais baixo para que o filamento extrusado seja comprimido contra a mesa e, assim, aumentar a área de contato da superfície. O primeiro passo sempre quando iniciamos uma impressão é verificar se a impressora está adequadamente calibrada e nivelada.

O processo de nivelamento depende de qual máquina está sendo utilizada. Atualmente, muitas impressoras já possuem o nivelamento automático. Mas, para as que não dispõem desse recurso, existem formas manuais para esse ajuste.

Um dos processos mais utilizados é colocar um cartão de visitas entre o bico da impressora e a mesa e medir as diferenças de altura nas quatro quinas. Com o aperto dos parafusos localizados abaixo da mesa é feito o ajuste e nivelamento.

Passo a passo da configuração

  1. Ligue a impressora e aqueça o bico a 200 °C;
  2. Certifique-se que sua mesa de impressão esteja limpa;
  3. No menu da impressora (via LCD) ou no software de controle, mande todos os eixos (XYZ) para o home (ponto zero de cada eixo);
  4. Em seguida, desabilite os motores, no menu, acione a opção desabilitar motores (disable steppers);
  5. Desligue a impressora por precaução;
  6. Com as mãos, puxe os eixos para cada um dos quatro cantos da mesa, movendo os eixos X e Y apenas;
  7. Iremos, então, calibrar cada um destes quatro pontos:

primeira camada

  1. Conduza o bico até o ponto 1 manualmente. Então, insira um cartão de visita entre o bico da impressora e sua mesa, raspe-o levemente. Deve haver uma leve pressão de esmagamento no cartão (bico e mesa esmagam o mesmo). Caso esteja muito justo ou livre demais, aperte ou solte a mola da mesa respectiva daquele canto. Repita este passo para cada um dos quatro cantos.
  2. Ligue a impressora, configure sua primeira impressão para camada (primary layer height) para 0,3 mm e a porcentagem da altura da primeira camada (first layer height) para 100%;
  3. Inicie sua impressão e verifique se o filamento está sendo levemente esmagado contra a base de impressão. Repare se a quantidade de filamento depositado na mesa está abaixo do esperado. Se estiver é porque o bico está muito próximo à mesa, caso contrário (o filamento estiver solto/arredondado), repita o processo deixando o bico um pouco mais próximo à mesa;

primeira camada

primeira camada

  1. Alguns software fatiadores, como o Cura, permitem manter a primeira camada da impressão sempre a 0,3 mm. Isso facilita as impressões, pois a altura do bico em relação à mesa será sempre a mesma. No software que não for possível, como no Simplify, ao alterar a resolução das camadas de sua impressão (primary layer height) altere também a altura via software do bico em relação à mesa (first layer height). Altere este valor em %, por exemplo: se sua impressão estiver com resolução em Z de 0,1 mm, altere o valor para aproximadamente 60%. Se 0,2 mm, para 80% e 0,3 para 100%. Assim, você precisará realizar este procedimento de nivelamento apenas uma vez.
  2. Para impressões em PLA e PETG, tente, se possível, utilizar vidro sobre sua mesa de impressão (sempre limpo com desengordurante, enxaguado e seco com papel toalha) e para ABS utilize nossa cola 3DLab especial.

Agora que você já sabe configurar a primeira camada de sua impressão 3D, vamos a algumas dicas importantes, no próximo tópico.

Dicas extras para melhorar a qualidade da primeira camada

Nivelamento da mesa

Ter uma mesa nivelada é fundamental. Se a distância entre a ponta do bico e a mesa se desviar, mesmo que só um pouco, isso pode fazer com que o material extrudado não se conecte corretamente a mesa. Pode parecer óbvio mas a dica é sempre iniciar a configuração pelo nivelamento!

Velocidades mais baixas

Desacelerar a extrusora durante a impressão da primeira camada reduz as forças aplicadas ao material fundido. Reduzindo assim as chances de ele ser esticado demais e não aderir corretamente. 30% ou 50% da velocidade normal é o recomendado.

Taxas de extrusão corretamente calibradas

Se houver excesso de material na primeira camada, o bico poderá arrastá-lo na segunda passagem. Isso faz com que ele se levante da mesa (principalmente se o material tiver resfriado). Ao contrário, muito pouco material pode fazer com que a primeira camada se solte mais tarde na impressão, resultando em objetos desconectados ou deformados. Por estas razões, é importante ter uma taxa de extrusão bem calibrada.

Altura da primeira camada

Uma altura de camada mais espessa proporcionará mais fluxo e, consequentemente, mais calor, fazendo com que a extrusão se conecte mais à mesa. Recomenda-se aumentar a altura da primeira camada para coincidir com o diâmetro do bico. Por exemplo, se o bico é de 0,3mm recomenda-se uma mesma altura de camada.

Largura de extrusão maior

Quanto mais material tocar a mesa, melhor o objeto vai aderir a ela. Isso pode ser conseguido aumentando a largura de extrusão da primeira camada, seja por uma porcentagem ou uma quantidade fixa.

Um valor de aproximadamente 200% é geralmente recomendado. Mas observe que o valor é calculado a partir da altura da camada. Portanto, o valor só deve ser definido se a altura da camada for a mais alta possível. Por exemplo, se a altura da camada for de 0,1 mm e a largura da extrusão estiver definida para 200%, a largura real da extrusão será de apenas 0,2 mm, o que é menor do que o bico. Isso causaria um fluxo ruim e levaria a uma falha na impressão.

Portanto, é altamente recomendável combinar a técnica de altura da primeira camada com esta. Definir a altura da primeira camada para 0,3 mm e a primeira largura de extrusão para 200% resultaria em uma boa extrusão de 0,6 mm de largura.

Sem refrigeração

Não faz sentido aumentar a temperatura da primeira camada e ter um ventilador ou outro mecanismo de refrigeração ligado durante a impressão, principalmente em impressoras abertas. Manter o ventilador e o ar condicionado do ambiente desligados é o recomendado.

A sua impressora está perto de uma porta que se abre regularmente? Ou talvez uma janela? Isso pode ser a causa da deformação nessa primeira camada. Tente movê-la para um local diferente ou criar um compartimento ao seu redor para isolá-la de fatores ambientais.

Utilize técnicas de auxílio

O Raft, por exemplo, é uma boa técnica de auxílio para adesão, especialmente em impressão utilizando o ABS. Apesar de ser um material e tempo extras, ele garante a adesão adequada da primeira camada.

Outra técnica que pode lhe ajudar durante a impressão da primeira camada é o Skirt. Ele ajuda a garantir que tudo está ocorrendo bem mesmo antes do início da impressão. Se a preocupação é a adesão, o Skirt é o caminho a percorrer.

O Brim é muito semelhante ao Skirt, porém ele está preso ao modelo, ao invés de estar ao seu redor. Se a intenção é ter maior adesão em um modelo que tenha pernas ou algo semelhante, mas que não possua uma grande área de superfície tocando a mesa, o Brim é uma ótima escolha.

Vale a pena ressaltar que filamentos de qualidade são fundamentais para o sucesso de sua impressão. Não adianta configurar tudo de maneira correta ou comprar uma máquina de última geração se para economizar você utiliza um filamento sem procedência comprovada. Essa também pode ser uma das causas para uma primeira camada não satisfatória!

Portanto, configurar a impressão da primeira camada não precisa ser um bicho de sete cabeças, basta para isso seguir as dicas e praticar!

Depois de aprender a como obter uma primeira camada de impressão 3D perfeita, que tal começar a utilizar as técnicas e nos contar como foi o resultado? Deixe nos comentários como foi sua experiência e caso tenha mais alguma sugestão para acrescentar, ela será muito bem vinda!

9 Respostas

  1. filipersm

    Boa tarde, parabéns pelo o artigo!

    Fiz alguns ajustes conforme entendimento do artigo e após isso comecei a ter problemas de descolamento da primeira camada de minhas impressões, segue configuração utilizada no simplify3d

    Impressora: Voolt3d
    Velocidade 2400
    Bico: 0,3mm
    Altura da camada: 0,2mm
    Temperatura bico: 200C
    Temperatura mesa: 60C
    Mesa de vidro (nunca utilizei produtos)
    Ventilador: 80%
    Material: PLA Branco

    Primeira Camada
    Velocidade 50%
    Altura primeira camada: 150%
    Largura da primeira camada: 200%
    Ventilador desligado
    Temperatura bico: 210
    Temperatura mesa: 60
    Skirt com 2 voltas antes de começar a impressão

    Poderia me indicar se existe alguma dessas configurações que estou utilizando inadequada, ou alguma outra configuração para observar.

    Obrigado

    1. Suporte 3DLAB

      Boa tarde Filipe,

      Esse ajuste de primeira camada funciona quando a primeira camada esta ajustada para 0,3mm. Como a Voolt possui bico de 0,3mm, o ideal seria ajustar a altura do bico primeiro e depois utilizar a altura da primeira camada com 100% e não 150%. A voolt também indica a mesa de impressão a 70°C. Pode fazer o teste e nos informar para continuar te ajudando. Espero ter ajudado, qualquer dúvida a mais, nos envie por email. Obrigado

  2. Igor Chaves

    Muitíssimo obrigado pelas dicas. Já havia desistido de imprimir em ABS, só perdia material e depois de ler tão ricas informações, consegui imprimir em impressora aberta com o ABS sem warp e descolamento. Extremamente agradecido.

  3. Carlos

    Olá! Excelente artigo!

    Uma dúvida: se a impressora não tiver vidro sobre a mesa, existe alguma especificação ideal para comprar um? Ou pode ser qualquer vidro?

Leave a Reply