Aprenda como fazer a manutenção preventiva em impressoras 3D!

Aprenda como fazer a manutenção preventiva em impressoras 3D!

A manutenção preventiva em impressoras 3D pode ajudar a evitar grandes problemas e fazer com que sua máquina esteja sempre disponível para você não perder ótimos projetos!


Uma das questões mais levantadas por quem tem ou deseja comprar uma impressora 3D é sobre a manutenção. Esse serviço é fundamental para garantir o pleno funcionamento do equipamento, mantendo a alta qualidade e disponibilidade. A manutenção preventiva em impressoras 3D, assim como em outros equipamentos, pode ajudar bastante, economizar tempo e dinheiro!

O serviço preventivo é sempre recomendado, uma vez que é mais barato e totalmente programável. Você saberá exatamente quando fazer as intervenções na máquina sem prejudicar a sua produção das peças. No entanto, se não toma esse cuidado, podem ocorrer quebras e falhas que gerarão um custo mais elevado na manutenção corretiva, além de deixar você sem a máquina por um tempo geralmente maior.

Então, para lhe ajudar nós criamos este guia de como fazer a manutenção preventiva em impressoras 3D. Confira!

Sem tempo para ler? Então ouça este conteúdo clicando no player a seguir:

Realize a inspeção visual periódica

A inspeção visual feita regularmente é uma maneira simples e bastante eficiente de realizar manutenção preventiva em impressoras 3D. Antes de qualquer defeito significativo, a maioria dos equipamentos dá algum sinal para o usuário de que algo não vai bem.

Algumas das pequenas coisas que podem causar problemas em sua impressora podem ser percebidas a olho nu, como por exemplo, materiais residuais e poeira. Por isso, realizar essa inspeção regularmente é simples e também fundamental.

Calibre sua máquina para garantir manutenção preventiva em impressoras 3D

A maioria das impressoras são calibradas pelo fabricante. Isso pode até funcionar perfeitamente por um tempo, porém ocorrem desvios decorrentes de sua utilização. Portanto é uma boa prática verificar periodicamente a impressora 3D e realizar os ajustes necessários. A calibração periódica reduz drasticamente a possibilidade de erros nas impressões.

No decorrer do artigo você verá alguns dos parâmetros de calibração mais importantes de serem verificados regularmente.

Mantenha as correias esticadas e eixos lubrificados

Para evitar que a impressão adquira dimensões indesejadas, é importante manter as correias esticadas, além de todos os eixos e parafusos do alimentador bem lubrificados.

Ao longo do tempo as correias sofrem deformação e vão se “afrouxando”. Manter seu tensionamento adequado é fundamental para o bom funcionamento da impressora. Por isso, se você notar que as correias não estão esticadas o suficiente faça o seu ajuste. Caso note que os dentes estão desgastados verifique a possibilidade de troca.

Outra coisa muito importante é periodicamente verificar a lubrificação das barras dos eixos X,Y e Z. Use graxa branca de lítio ou óleo lubrificante de máquina. Ao longo do tempo as partes que deslizam sobre as barras e até mesmo o uso do laquê deixam resíduos. Portanto é necessário a limpeza e lubrificação para assegurar os movimentos suaves do extrusor, reduzir a carga nos motores e também os ruídos. 

O processo de lubrificação é simples. Basta limpar as hastes para a retirada dos resíduos e em seguida com uma esponja passar o lubrificante sobre elas. Uma dica é passar apenas o suficiente para a lubrificação, nem mais e nem menos! Muito lubrificante pode realmente atrapalhar, atraindo pó e sujeira.

Verifique e limpe o conjunto extrusor

As extrusoras desempenham um papel fundamental no processo de impressão 3D. O filamento é derretido e quando passa pelo bico da impressora seu diâmetro é reduzido. É importante que o bico não esteja entupido (total ou parcialmente) com objetos estranhos, como poeira ou outras partículas pequenas. Esses resíduos podem estar na superfície do filamento quando o mesmo fica mal acondicionado, sendo exposto a todo tipo de impurezas, por isso é importante o seu correto armazenamento. 

Limpe a extrusora regularmente antes e depois de um trabalho de impressão para evitar ou solucionar esse tipo de problema. Já a sua engrenagem deve ser limpa para a retirada de quaisquer resíduos de filamentos. Além disso, verifique a tensão do filamento para garantir que ele não esteja sobrecarregando o motor da extrusora. Ajuste o parafuso de tensão do filamento para obter a espessura correta do mesmo.

Em alguns casos, o bico pode estar tão desgastado que o diâmetro de saída do filamento não é mais o vindo de fábrica. Nesses casos vale a pena a troca do bico por um novo para evitar a sub extrusão. É importante ter em mente que bicos com diâmetro menores são mais sensíveis a partículas estranhas. Então crie o hábito de sempre limpar o bico e verificar se ele ainda tem a dimensão correta para assim manter uma manutenção preventiva em impressoras 3D eficiente.

Troque o teflon para garantir a manutenção preventiva em impressoras 3D

Assim como os demais componentes, o tubo de teflon também sofre desgaste e até mesmo deformação, tendo como consequência a formação de obstrução para a passagem de filamento. Isso porque esse componente trabalha em altas temperaturas e pode ter ao longo de sua extensão o acúmulo de material residual.

Por isso, a nossa recomendação é que o teflon seja trocado de 6 em 6 meses, mesmo quando ele ainda não apresentar defeitos significativos. Porém, vale ressaltar que nem toda impressora 3D possui teflon em seu conjunto. Portanto verifique com o fabricante se o modelo de sua impressora possui esse componente antes de tentar realizar a troca.

Verifique a pressão do tracionador

Para entender a importância da pressão adequada do tracionador é essencial a compreensão do seu funcionamento. Ele é formado por um sistema móvel composto por uma mola, um rolamento e uma engrenagem fixa no motor. Através do aperto do parafuso que prende a mola é possível obter mais ou menos pressão no conjunto. Todo esse sistema empurra o filamento no sentido da engrenagem e auxilia na condução do material para o bico aquecido. 

Por isso torna-se extremamente importante a verificação antes de qualquer impressão, pois se ele não estiver com a pressão correta o filamento não é extrusado de maneira adequada.

Verifique se a engrenagem de acionamento está limpa

A força de tração se dá pela pressão exercida dos dentes da engrenagem no filamento. Durante o uso, pequenas partículas de filamento podem soltar e preencher as ranhuras da engrenagem de acionamento. Isso significa que o filamento passará direto pela extrusora, em vez de ser alimentado continuamente. É normal que, após determinado tempo, você precise verificar isso e limpar com um pincel pequeno, se necessário.

A engrenagem de acionamento é normalmente montada diretamente no eixo do motor. Verifique se essa engrenagem está firmemente presa ao eixo e aperte todos os parafusos. Da mesma forma, você deve revisar eventuais outros deslizamentos que possam ocorrer no mecanismo de alimentação de filamento. Isso garante uma manutenção preventiva em impressoras 3D mais adequada.

Certifique que os parafusos e conectores estão no lugar

Qualquer equipamento com partes móveis está sujeito a vibrações. Essas vibrações tendem a afrouxar as porcas e parafusos e aumentar o ruído da impressora. Como as impressoras 3D têm muitas peças mecânicas em movimento e a estrutura vibra durante a operação, é importante que você revise regularmente todos os componentes de fixação, verifique se tudo está bem encaixado e aperte as porcas regularmente para diminuir o ruído.

Da mesma forma, revise todos os contatos elétricos de modo que nenhuma conexão esteja solta ou que qualquer quebra de cabo ocorra por desgaste. É extremamente importante que a máquina seja desligada e que o cabo de alimentação seja completamente desconectado antes de ajustar as conexões elétricas de qualquer tipo.

Mantenha a mesa nivelada, plana e limpa

A primeira camada em uma impressão 3D é crítica, pois ela deve estar aderida corretamente à superfície de impressão para que se garanta o sucesso final do projeto. Então, é importante que a mesa seja ajustada para estar mais plana possível e perfeitamente paralela ao lado e à profundidade da máquina (os eixos X e Y). 

Verifique se a distância entre o bico e a mesa em todos os pontos é a mesma. Essa verificação pode ser feita colocando um cartão de visitas entre os componentes nas quatro extremidades da mesa.

Outro fator muito importante para uma impressão 3D bem-sucedida é que a superfície da mesa esteja completamente limpa e livre de óleo ou poeira. Portanto a limpeza antes e depois de sua impressão é fundamental.

Atualize seu firmware da impressora 3D

Assim como no seu computador ou celular você pode manter seu firmware atualizado o tempo todo. Isso porque os fabricantes lançam atualizações regulares para ele. Verifique periodicamente a liberação de atualizações de firmware e atualize sua impressora. As atualizações cuidam dos erros e reduzem os problemas nas impressões.

No entanto, vale lembrar que o firmware só deve ser atualizado se ele for compatível com o modelo de sua impressora 3D e seguindo sempre as especificações do fabricante.

Dito isso, quando se trata de manutenção preventiva em impressoras 3D, o velho ditado ainda se faz válido: “é melhor prevenir do que remediar”. As rotinas de manutenção preventiva ajudam a garantir que sua impressora funcione de forma eficaz por um longo período de tempo.

Sua impressora 3D já precisou de manutenção? Comente este post com o problema que você já enfrentou e como solucionou. Compartilhe sua experiência com a comunidade de impressão 3D!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *