Impressão 3D na área da saúde: pesquisadores criam minifígado!

Impressão 3D na área da saúde: pesquisadores criam minifígado!

Você já conhece os ganhos da impressão 3D na área da saúde? Essa tecnologia vem ajudando diversos profissionais e departamentos no desenvolvimento de projetos inovadores.


Os pesquisadores da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) criaram minifígados capazes de exercer todas as funções normais do órgão. A novidade deve permitir, segundo a FAPESP, a produção de tecido hepático em até 90 dias.

O estudo foi realizado no Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-CEL) e utilizou técnicas combinadas da bioengenharia, como a reprogramação celular e produção de células-tronco pluripotentes, com a bioimpressão 3D. A tática possibilitou que o novo tecido hepático pudesse manter suas funções naturais por um período maior que o registrado em trabalhos anteriores. 

Essa inovação chega para que, num futuro próximo, um paciente não precise mais esperar na fila de doação de órgãos. Com a utilização de suas próprias células será possível fabricar um fígado novo e saudável. Essa é uma ótima forma de utilizar a impressão 3D na área da saúde.

Reportagem completa sobre a impressão 3D na área da saúde

Para mais informações sobre como está sendo utilizada a impressão 3D na área da saúde, confira a matéria completa no site da agência FAPESP.

Deixe um comentário