3D Builder: aprenda a fazer projetos 3D de forma simples e prática!

3D Builder: aprenda a fazer projetos 3D de forma simples e prática!

O 3D Builder é um aplicativo gratuito que está disponível a partir do Windows 8.1. Ele reconhece os formatos de arquivos usados na impressão 3D e conecta diversos aplicativos a diversos modelos de impressoras para oferecer uma experiência de impressão totalmente integrada. Se você quer saber como utilizar esse software, este conteúdo vai lhe ajudar bastante!


Softwares e aplicativos para modelagem 3D podem parecer complexos para quem está iniciando nesse universo. Talvez por terem muitos termos ainda desconhecidos ou configurações nada intuitivas. No entanto, existem aplicativos como o 3D Builder que foram lançados justamente para mudar essa realidade!

Você já pensou em pegar imagens 2D e transformá-las em projetos 3D em poucos minutos utilizando um aplicativo totalmente gratuito? Sim, isso é possível com o 3D Builder! Além disso ele pode ser utilizado para fazer alterações em projetos já prontos, preparando suas peças para a impressão 3D.

Mesmo que você já conheça o aplicativo, eu aposto que ainda não sabe tudo o que ele tem a oferecer. Então, agora vamos aprender como transformar imagens 2D em perfeitas peças 3D e como alterar seus projetos já salvos. Confira!

O que é 3D Builder?

3D Builder é o aplicativo de modelagem 3D da Microsoft!

O programa permite ao usuário criar objetos 3D de forma prática, uma vez que inclui um catálogo de formas e objetos prontos. A interface simples e limpa permite rodar, ajustar e escalar o que se quer imprimir.

Os interessados devem ter pelo menos o Windows 8.1 instalado e uma impressora 3D compatível. O que significa que o sistema operacional oferece suporte “plug and play” para as impressoras 3D.

Você pode adicionar ainda múltiplos objetos à fila de impressão e até mesmo misturar diferentes objetos para criar novos. Os projetos em 3D criados em outras aplicações ou projetos baixados da internet também podem ser utilizados no 3D Builder.

É possível carregar objetos 3D usando três métodos diferentes. Você pode selecionar um modelo da “Biblioteca” do 3D Builder, carregar os objetos a partir de um arquivo externo ou criar um novo com uma digitalização do Sensor Kinect v2 (3D Scan).

Gratuito, o app está disponível para download na Windows Store.

Recursos disponíveis

  • abre arquivos 3MF, STL, OBJ, PLY, WRL (VRML v2.0) e glTF(v2.0);
  • limpa modelos suavizando e simplificando;
  • restaura modelos automaticamente para que você possa imprimi-los;
  • usa o aplicativo 3D Scan para digitalizar em cores;
  • tira fotos com a webcam e transforma em imagens 3D;
  • usa arquivos BMP, JPG, PNG e TGA;
  • coloca texto ou imagens em alto-relevo em qualquer modelo;
  • arrasta e solta para criar com formas simples;
  • mescla, cruza ou subtrai objetos uns dos outros;
  • corta em fatias utilizando o 3D Print;
  • adiciona uma base a objetos desnivelados;
  • imprime imagens de seus objetos 3D no papel;
  • salva como arquivos 3MF, STL, PLY ou OBJ. 

Exemplos de imagens disponíveis no aplicativo 3D Builder

 

Como transformar imagens 2D em projetos 3D utilizando o aplicativo?

  • Utilize uma imagem PNG sem fundo (caso seja necessário retirar o fundo da imagem utilize um software de edição para retirá-lo e em seguida salve a imagem em PNG);
  • Abra o 3D Builder;
  • Clique em abrir (aparecerão várias opções de abrir imagem, objeto, câmera e digitalizar);
  • Clique em carregar imagem;
  • Assim que a imagem abrir na aba superior você tem a opção de alterar os “níveis” e “suavizar” os contornos. Você pode ir alterando esses parâmetros até encontrar a melhor configuração para sua imagem;
  • Clique em “importar imagem” para que as opções de redimensionar, alterar posição, altura da peça, rotacionar, entre outras, apareçam para você;
  • Após terminar as edições em seu projeto é possível clicar em “impressão 3D” para abrir o aplicativo 3D Print (que é um adicional de fatiamento do 3D Builder), porém nesse caso você só conseguirá imprimir utilizando uma impressora 3D compatível com o 3D Print;
  • Para não ter esse problema, talvez seja mais interessante salvar seu projeto em STL e abri-lo em seu software de fatiamento habitual. Para isso, clique em “arquivo” e “salvar como”. Escolha a opção de extensão de arquivo “STL”, renomeie seu projeto e salve.
  • Agora é só abrir seu projeto no fatiador e mandar imprimir!

Como fazer alterações em projetos no 3D Builder?

Uma outra maneira muito comum de utilização do 3D Builder é para fazer algumas pequenas alterações em um projeto que já está salvo em STL. Para isso basta abrir o seu projeto clicando em carregar objeto ao invés de carregar imagem. Após o objeto ser carregado, você conseguirá fazer furos, mesclar outras formas, pintar, duplicar…

  • No seu menu superior você vai encontrar 6 abas: inserir, objeto, editar, tinta, exibir e ajuda;

  • Na aba inserir, você consegue colocar outras formas em sua imagem;

  • Na aba objeto, você vai encontrar funções como copiar e duplicar;

  • Na aba editar, existem as opções de subtrair um objeto do outro, mesclar, entre outras;

  • Na aba tinta, é possível pintar o objeto da cor que você escolher;
  • Na aba exibir, você encontra diferentes formas de mostrar sua imagem;
  • Na aba ajuda, é possível conseguir respostas para possíveis dúvidas na utilização do aplicativo;

Enfim existe uma infinidade de opções possíveis. No entanto, vale ressaltar que o 3D Builder não substitui softwares como SolidWorks ou AutoCad para modelagem de peças. Com ele é possível corrigir problemas em seu projeto, acrescentar itens, retirar partes, e muitas outras pequenas alterações. No entanto, fazer a modelagem de uma peça do zero seria um pouco mais complicado e talvez a utilização dos outros softwares citados seria mais adequada.

Em resumo o 3D Builder é um aplicativo gratuito que oferece diversas possibilidades! Para novos usuários é uma alternativa super viável. Pois, além de oferecer os recursos necessários para quem quer transformar imagens 2D em projetos de impressão 3D, ele ainda oferece ferramentas e configurações totalmente intuitivas para quem não conhece a fundo a tecnologia.

Vale lembrar que assim como no Lithophane, não são todas as imagens 2D que podem se transformar em projetos 3D. Carregar a imagem no programa e realizar testes de configuração é sempre válido!

Agora que você já sabe as possibilidades que o 3D Builder tem a oferecer, que tal começar a praticar? Para isso pode ser interessante você saber um pouco mais sobre os 20 maiores erros de impressão, para não cometê-los enquanto testa o 3D Builder!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *