• (31) 97113-7028 (Vendas)
  • (31) 99150-4973 (Suporte, manutenção e projeto)

Dicas e Tutoriais

Como resolver a umidade no filamento para impressora 3D? Descubra!

Às vezes nossas impressões começam a ficar um pouco diferentes das quais estamos acostumados e um dos motivos pode ser a umidade no filamento. Dentre os principais materiais utilizados (PLA e ABS), ambos são suscetíveis a armazenar umidade nas moléculas. Esse fato causa problemas para a impressão 3D.

Então, se você também acha que está enfrentando dificuldades por conta disso, este post vai te ajudar bastante. Mostraremos como identificar e resolver essa questão. Confira!

Como identificar a umidade no filamento?

Principalmente em PLA a umidade é um fator muito importante que devemos ter bastante atenção. O acúmulo de água pode causar vários defeitos para utilização em impressoras 3D.

Neste tópico iremos demonstrar algumas formas de perceber e evitar esse tipo de problema:

  • Uma das formas mais fáceis de perceber esse fenômeno no PLA, seria dobrar o filamento. O comportamento correto do filamento seria deformar durante a dobra e não romper. Por isso, se ocorrer o rompimento imediato, pode ser um sinal que o filamento adquiriu umidade.

umidade no filamento

  • Além disso, podemos perceber se o filamento está com umidade seria na hora da impressão, método funcional para ABS e PLA. Ambos quando impresso apresentam “bolhas” no processo. Elas podem ser percebidas visualmente ou apresentando um ruído característico do rompimento das bolhas (estalos).
  • No entanto, a maioria das vezes não temos o costume de verificar essas características antes de começar a imprimir. Nos deparamos com a peça pronta ou inacabada no final. Então, a peça apresenta defeitos que julgamos ser os mais variados possíveis, sendo esses da impressora, do filamento e até do arquivo.

umidade no filamento

umidade no filamento

umidade no filamento

Por que a umidade é um problema?

Agora, mostraremos os motivos que destacam a presença de umidade no filamento como um problema. Veja:

  • o rompimento das “bolhas” gera uma turbulência no fluxo deixando-o inconstante;
  • o material fica com a dureza superficial um pouco mais elevada, podendo dificultar a tração do mesmo e gerando problemas na vazão;
  • o material por estar mais quebradiço (PLA) pode quebrar antes da alimentação, causando a falta de material alimentado. Isso deixa a peça inacabada por falta de material;
  • então, aumento do volume dentro do bico, causando entupimento do mesmo.

Como evitar esse problema?

A 3DLAB, além de controlar a umidade em seu estoque, embala os produtos à vácuo, garantindo a segurança do material. Além disso, enviamos seus produtos junto com saco ZIP, com fechamento hermético. Isso evita a entrada de ar em seu interior, e um pacote de sílica, no qual retira a umidade do ar no interior da embalagem.

– Por isso, indicamos que após o uso, o filamento seja inserido novamente na embalagem ZIP com a sílica.

– Para a secagem de um filamento já úmido pode-se adicionar em um recipiente fechado sílicas ou produtos que retiram a umidade. Deixe na embalagem por pelo menos 1 dia (certifique-se que a sílica está ativa). Entretanto, para uma secagem mais rápida pode ser utilizado uma estufa ou forno elétrico, lembrando que para cada material indica-se uma temperatura e tempo de secagem:

  • PLA –  1 a 4 horas em uma estufa ou forno a 60°C.
  • ABS –  1 a 4 horas em uma estufa ou forno a 90°C.

– Além disso, em zonas muito úmidas ou em dias com umidade elevada, indicamos a utilização de recipientes fechados para que a umidade do ar não entre em contato com o filamento.

umidade no filamento

Sílica enviada junto ao filamento

Normalmente são adicionados dessecantes nos recipientes, os mais utilizados são os sachês de sílicas ou até mesmo arroz e sal de cozinha. Mas quanto mais isolado do ar externo, será melhor para o filamento.

umidade no filamento

 

*Novo sachê de sílica da 3DLAB com indicação de funcionalidade. À esquerda, sílica inativa, grãos cor de rosa no interior. Então, à direita, sílica ativa com grãos azuis.  

umidade no filamentoPortanto, como vimos em nosso artigo, a umidade nos filamentos realmente é um problema que pode causar transtornos durante a impressão 3D. Os fabricantes de filamentos devem tratar essa questão com muito cuidado, tomando medidas para assegurar a qualidade do material. Isso é feito aqui na 3D Lab!

Então, agora que você já sabe sobre a umidade no filamento, conheça as 4 principais características que devem ser analisadas para comprar um filamento de alta qualidade!

7 Respostas

    1. Brian

      Olá, a retirada da umidade em um polímero é um processo controlado de temperatura e tempo. Normalmente essas temperaturas são em torno de 80°C a um tempo de pelo menos 4 horas. Mas para um processo doméstico indicamos a retirada da ponta do filamento e deixar em um recipiente fechado com sílica ou arroz por 1 ou 2 dias. Espero ter ajudado. Obrigado.

    1. Suporte 3DLAB

      Bom dia Wellington. Isso pode ser várias coisas. Segue algumas possibilidades:
      1- Temperatura alta no bico, o filamento expande dentro do HotEnd e não consegue ser tracionado, pois o diâmetro esta maior que o caminho.
      2- Temperatura baixa no bico, a temperatura não é suficiente para deixar o polímero fluido o suficiente para ser extrudado.
      3- Bico entupido, necessário retira-lo ou passar um arame fino para desentupi-lo.
      4- Baixa pressão do tracionador, o tracionador não consegue empurrar o filamento, aumentar a pressão da mola
      5- Alta pressão do tracionador, o tracionador “esmaga” o filamento ou “come” gerando sujeira que impede a tração do mesmo, diminuir a pressão da mola

      Mas ainda pode ser outras coisas, necessário especificar mais.

Leave a Reply